Quaresma

Quaresma


Olá meus amores!!!

Estamos em época de quaresma, e resolvi compartilhar com vocês um post de como essa época é interpretada para diversas religiões.

No Catolicismo, por exemplo, na Quarta-feira de Cinzas, os cristãos recebem uma cruz com as cinzas obtidas da queima das palmas usadas no Domingo de Ramos do ano anterior. As cinzas dão início a um período espiritual singularmente importante para todo cristão que busca se preparar para viver melhor e mais profundamente o Mistério Pascal (que se reflete na Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo). "Lembra-te de que és pó e ao pó voltarás", as quais refletem à fragilidade da vida humana neste mundo, sujeita à morte.

Na Umbanda, antigamente alguns terreiros fechavam suas portas e não trabalhavam nesse período, e alguns o fazem até hoje e dessa forma, todo o trabalho que justamente combate espíritos mal intencionados, eram encerrados nesse período, o que acarretaria realmente em uma época de maior facilidade para espíritos obsessores. A Umbanda é cristã. Os umbandistas nesses 40 dias entendem que as pessoas não deixam de ter sofrimento, demandas, doenças e portanto precisam do auxílio dos Guias mesmo na quaresma católica.

Para Evangélicos, o jejum é algo bom quando feito sob a ótica bíblica. É bom e agradável a Deus quando abandonamos hábitos e práticas pecaminosas. Entretanto, estas prática” são coisas que eles acreditam que todos devem fazer durante todo o ano, não apenas nestes 40 dias.

Para os Espíritas, essa também é uma época muito especial para o Plano Espiritual. É essa a oportunidade que o Plano Superior aproveita para poder resgatar aqueles que tocados por esse período de penitência e meditação, se desvinculam de seu sofrimento íntimo e rogam por socorro. E acreditam que devem ter sempre a fraternidade em nossos lábios e aproveitar a época oportuna e orar pela humanidade.

Os Judeus, comemoram o Pessach (na mesma época da Páscoa cristã) e lembram a libertação dos judeus escravizados no Egito, cerca de 1.400 anos a.C. Os judeus substituem os alimentos com fermento pelo matsá, pão feito apenas de farinha e água. O livro Hagadá é lido durante todo o período e, no jantar do Pessach, recordam os tempos de escravidão e a união do povo judeu.

Os Islâmicos, também reservam um mês para relembrar fatos históricos da religião. Entre julho e agosto, os muçulmanos realizaram o Ramadã para se lembrarem da revelação do livro sagrado “Alcorão” ao profeta Maomé. Durante esse mês especial, os muçulmanos praticam o jejum do nascer ao pôr do sol.

Para os Budistas, a preparação da alma deve ser algo cotidiano, sem se limitar a datas específicas. A reflexão dos budistas é realizada por meio da meditação, geralmente num estado de concentração mental profunda. Os budistas acreditam que o ato de meditar garante bons pensamentos, que, consequentemente, geram mais bondade aos praticantes.

Uma ótima segunda a todos!
Um beijo no coração!!!



Comentários